Mensageiro de Jesus

“A volta do filho pródigo”

FB_IMG_1709375879766

A parábola lança luz na atitude do Pai misericordioso. Para ele, os filhos continuam tendo lugar no seu coração, não importam os caminhos seguidos. Do mais novo, restaura a dignidade de filho; do mais velho, tenta contornar a prepotência, que não o deixa entrar na festa da vida. Quando nos arrependemos de nossos erros pecados e procuramos o sacerdote na Igreja à procura do perdão de Deus. O Pai nos acolhe de maneira imediata e se coloca a celebrar conosco a festa do perdão. (Lc 15, 1-3.11-32)

“Parábola dos vinhateiros malvados”

FB_IMG_1709277566033

A vinha plantada e cuidada com muito carinho é expressão e imagem do povo de Israel. Ao longo da história, além de não produzir os frutos esperados, as lideranças usaram de violência contra os profetas e enviados de Deus. Jesus já via próxima a sua morte e sabia que para ela o conduzia a violência dos dirigentes. A oferta de Jesus de uma sociedade fraterna, solidária e igualitária, chocou-se com os interesses do sistema. Mesmo diante do desprezo de Israel, a resposta de Deus é de fidelidade: ressuscita Jesus dentre os mortos...

“Parábola do rico e de Lázaro:

FB_IMG_1709201014307

A parábola do rico e Lázaro aprofunda a questão da incompatibilidade entre o seguimento de Jesus e o serviço à riqueza. O apego a riqueza provoca esquecimento das mínimas relações de justiça para com o outro e insensibilidade com quem sofre, além da perda do sentido da própria vida. A riqueza não é sinônimo de felicidade, nem sinal de bênção de Deus, como também a doença e a pobreza não significam “castigo divino”. O que Jesus nos ensina é que seremos julgados conforme nossas escolhas. Qual é a melhor escolha...

“O terceiro anúncio da Paixão e Ressurreição”

FB_IMG_1709113820291

A caminho de Jerusalém Jesus anuncia, pela terceira vez, a paixão. Fala abertamente do que o espera: desprezo, zombaria, e crucificação. Fica claro o desprezo do povo de Israel e a vitória de Jesus sobre a morte. Ó Jesus, nosso Mestre, falas aos Doze sobre o desfecho de tua vida; eles porém, estão discutindo quem deles é o maior. Tu nos ensina Senhor, que, na tua comunidade, maior é o que serve a todos. E nós, será que entendemos? A Comunidade é lugar de serviço, e não de prestígio ou destaque. (Mt 20, 17-28)

“Jesus, nosso Mestre e Senhor”

FB_IMG_1709027931541

O texto do Evangelho hoje reflete a polêmica entre a comunidade cristã e as autoridades judaicas. Eles atribuem a si autoridade de interpretar a Lei, no entanto, não procuram fazer a vontade de Deus, mas a própria vontade. Ó Jesus, nosso querido Mestre, convidas a multidão e teus discípulos a não imitar os doutores da Lei e fariseus, pois dizem, mas não fazem. Dá-nos, Senhor, a consciência de que tu és nosso único Mestre a seguir. (Mt 23, 1-12)

“Sede misericordioso como nosso Pai do Céu é”

FB_IMG_1708940629789

Como são desafiadoras estas palavras do Evangelho: misericórdia, não julgar, não condenar, perdoar, doar! O texto é a conclusão do que Jesus nos disse ontem no Evangelho sobre o amor aos inimigos, e tem como objetivo a construção de uma sociedade com propostas e valores diferentes dos agora praticados. Jesus nos diz: “Sedes misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso”. Sendo Deus sempre misericordioso conosco, assim também devemos ser uns com os outros, pois se o amamos, só podemos ser como Ele é, e...

“A transfiguração de Jesus”

FB_IMG_1708853629917

Seis dias depois do primeiro anúncio da Paixão, Jesus se transfigura para anunciar sua gloriosa ressurreição. Moisés representa a Lei e Elias representa os profetas. Ó glorioso Jesus, nosso querido Mestre, sobre uma alta montanha, te transfiguras diante de alguns discípulos, mostrando-lhes que és o “Filho amado” do Pai. Concede-nos, Senhor, ouvidos atentos para te ouvir e sempre te seguir. (Mc 9, 2-10)